Ranking da crise: Minas tem a pior nota sobre calote de dívida

Dados que acabam de ser divulgados pelo Tesouro Nacional mostram que estado obteve nota “D” – a pior de todas – no ranking de classificação relativo ao pagamento de suas dívidas

(Imagem: Wikipedia)

Da redação
redacao@interessedeminas.com.br

Minas Gerais acaba de bater mais um recorde negativo. Dados que acabam de ser divulgados pelo Tesouro Nacional mostram que estado obteve nota “D” – a pior de todas – no ranking de classificação relativo ao pagamento de suas dívidas.

O ranking é formado pelos estados brasileiros e a informação consta do Boletim de Finanças do Tesouro Nacional, que incluiu na mesma condição o Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Os três – RJ, RS e MG – lideram a lista dos 17 estados proibidos de fazer empréstimos com garantias do governo federal.

Como Interesse de Minas já registrou, Minas Gerais caminha firmemente para fechar 2019 com o pior desempenho do PIB do país – em torno de 4% negativos, de acordo com projeções da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg). Será o pior desempenho entre todos os estados brasileiros.

Apesar de gravíssimo, o cenário parece não preocupar o Governo do Estado. Enquanto acumula recordes negativos, não se percebem ações que visem a melhoria das finanças mineiras. O governador Romeu Zema aposta todas as suas fichas na adesão ao Plano de Recuperação Fiscal imposto pelo governo federal e que impõe ao estado forte arrocho fiscal. Se falhar, Minas não terá salvação.

LEIA TAMBÉM:
Por que o Governo Zema, refém do plano fiscal federal, está paralisado?

ALMG pouco faz, STF libera migalhas e Zema fica à mercê da União

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Article Categories:
Papo retoÚltimas