Estado paralisado: um balanço de sete meses do governo Zema

Sete meses andando de lado, sem sair do lugar. É esse o balanço feito por economistas para resumir as ações do governo de Minas sob a gestão de Romeu Zema

  • por em 30 de agosto de 2019 | atualizado: 13/02/2020 - 12:22

Romeu Zema herdou de seu antecessor, Fernando Pimentel, um cenário absolutamente desfavorável (Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG)

Da redação
redacao@interessedeminas.com.br

Sete meses andando de lado, sem sair do lugar. É esse o balanço feito por economistas para resumir as ações do governo de Minas sob a gestão de Romeu Zema. Para os especialistas, nem mesmo os projetos que conseguiram ser concretizados – como o novo modelo de escolha do “secretariado”, baseado em critérios rigorosamente técnicos – deram os resultados prometidos.

É preciso lembrar que o governador Romeu Zema herdou de seu antecessor, Fernando Pimentel, um cenário absolutamente desfavorável, com os cofres vazios, déficits acumulados e até os salários do funcionalismo, incluindo o 13º, atrasados.

O mais grave é que, neste contexto, não houve, sob a gestão Zema, nenhuma medida capaz de ao menos criar expectativas de recuperação econômica. Em meio à forte dependência de setores como a extração mineral e a construção civil – ambos afundados em crises sem precedentes há pelo menos dois anos –, não se vê luz no fim do túnel.

“As receitas do governo despencaram em razão do baixo desempenho da economia mineira e as despesas continuaram crescendo desde o governo passado, gerando uma situação de incapacidade de pagamento de folha salarial e das parcelas da dívida pública estadual”, analisa Márcio Salvato, economista do Ibmec.

Salvato afirma que a conjuntura não é boa e que a solução passa por questões que dependem, em grande medida, da capacidade de articulação política de Zema. “Nas mãos do governo está a renegociação da dívida pública, a inclusão da previdência estadual na reforma da previdência em tramitação no Senado Federal. São instrumentos essenciais para alavancar o crescimento de setores-chave da economia”, ele diz. 

Sucessão de tropeços

O governador Zema também contabiliza ações que contribuíram para desgastar ainda mais sua gestão. Na área da educação, foram inicialmente extintas 81 mil vagas de ensino integral no estado. Dias depois, pressionado, o governador foi obrigado a recuar, remontando o programa de forma parcial, em troca da aprovação do projeto de reforma administrativa na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Mesmo assim, mais de 30 mil alunos permanecem sem acesso à carga horária integral.

Em seguida, contrariando sua pregação durante a campanha eleitoral, o governador foi obrigado a autorizar a participação dos seus secretários em conselhos de administração de empresas estatais como forma de aumentar os seus salários, com os chamados “jetons”.

Crescer é a única alternativa

O reaquecimento da economia é a única salvação possível para o governo Zema. Quem afirma é presidente do Conselho Regional de Economia de Minas Gerais (Corecon-MG), Paulo Bretas.

“Enquanto o crescimento não voltar a acontecer, não vejo condições de mudança. Qualquer regime de recuperação fiscal que venha a ser assinado, vai implicar na exigência de privatizações de empresas como Cemig e Copasa, congelamento de salários dos servidores e cancelamento de concursos públicos. Tudo isso produz muita incerteza na vida das famílias, o que não me parece promissor”, avalia.

Para o economista, uma análise mais aprofundada dos problemas enfrentados por Minas revela que o estado está completamente estagnado. “Não se consegue estabelecer uma política de desenvolvimento, não se consegue recuperar capacidade de planejamento, não se consegue investir em saúde, infraestrutura ou segurança”, explica.

Até impactos políticos da inércia governamental podem ser previstos, destaca o economista. “Em suma, o governo Zema se assemelha muito ao governo Pimentel porque não consegue superar a crise. É algo muito complexo. Considerando o cenário de hoje, acho difícil que ele se reeleja”, conclui Bretas.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments

Subscribe
Notify of
guest
40 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Adson Rosario

Se esta paralisado, pode-se considerar um bom sinal, pois estava em queda livre no governo Pimentel….

Bernardino Soares De Oliveira

boa

Silvio Grossi

E VAI CONTINUAR PARALIZADO ATE PARALIZAR VOCE. ELE NAO TEM COMPETENCIA PARA EXERCER O CARGO QUE OCUPA. PARALIZIA NAO EH BOM PARA O ESTADO. ELE NAO TEM PROJETO DE CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO EM ACAO,APESAR DE PEGAR UM ESTADO QUEBRADO EM CONSEQUENCIA DA ECONOMIA NACIONAL, QUE ESTA CRESCENDO IGUAL RABO DE CAVALO, PRA BAIXO.

Jose Carlos Prado Alves

Bom era Aecim

Abacaxi

Se os anteriores tivessem competencia, MG não estaria afundada.

LUCIANO LOPES

……apesar de pegar um estado quebrado em consequência dos desmandos e corrupção do PT assim como a economia nacional que também foi prejudicada devido novamente à corrupção do seu partido o PT. Agora estar se tentando colocar os trilhos no lugar.

Murilo Andrade Marçal

O PT acabou de destruir o estado, Zema pegou a economia destruída, e o pilantrel deixou contas a pagar 30 bilhões vencidas sem receita, cometeu crime, aliás mais um do pilantra.

Abacaxi

Consertar a economia de um país destruido NUNCA que se resolve de um dia para o outro.

José

E agora o Zema está continuando tudo que condenava nas promessas de campanha. Continua destruindo o Estado pagando jetons a esse vagabundo que só sabem sugar os cofres públicos. Tudo a mesma coisa, só mudo o nome do partido. Vermes

LUCIANO LOPES

e estranho que o TCE, tribunal de contas do estado, acabou de aprovar as do contas do ex-governador PILANTREL. Um absurdo, só mesmo num país de nome Brasil. Mas as coisas estão caminhando rumo às mudanças.

Bernardino Soares De Oliveira

Que falta de ética e compromisso do EM. Pensar que vocês primavam pela qualidade das matérias, etc. Que nota tendenciosa, usa um título que não tem amparo em fala alguma. Mistura vaga em escola como “patinando de lado”, sendo que são assuntos totalmente desconexos. Para finalizar traz falas do Paulo Bretas, um cara que é totalmente ligado à oposição ao ZEMA. E até ontem estava falando que as decisões da Lava Jato deveriam ser revistas. Vou colocar o link aqui para ninguém falar que é invenção minha. http://corecon-mg.org.br/que-toda-a-verdade-seja-apurada-a-bem-da-democracia-paulo-bretas-presidente-do-corecon-mg/

Carlos Gonçalves

Nada a comemorar. Mais do mesmo. Funcionalismo público recebendo salário fracionado e este governo pagando jetons. Inadmissível. Esta pessoa não ganha nem para síndico se depender do meu voto. Estou arrependido e frustrado com tanta notícia ruim deste governo que faz tudo o contrário do prometido. .

Jose

Esta pessoa a qual você se refere prometeu o que mesmo?

APC

seja feliz com o pt na próxima eleição então.
Só pode ser comediante.

LUCIANO LOPES

Nem PT, nem zema, nem novo temos que ter outras opções.

Bernardino Soares De Oliveira

E pensar que o EM primava pela qualidade das matérias, trazendo fatos, etc. Essa matéria é o fundo do poço, usa um título que não tem amparo em fala alguma. Mistura vaga em escola com Estado “patinando de lado”. Não cita que o Estado foi o que mais criou empregos, que a estrutura de gestão está sendo remontada, que o orçamento do estado está mais profissional, que reduziu de 21 para 12 secretarias, que está negociando os danos da Lei Kandir, etc. Para piorar, traz falas do Paulo Bretas, um cara que é totalmente ligado à oposição ao ZEMA. E até ontem estava falando que as decisões da Lava Jato deveriam ser revistas. Vou colocar o link aqui para ninguém falar que é invenção minha. http://corecon-mg.org.br/que-toda-a-verdade-seja-apurada-a-bem-da-democracia-paulo-bretas-presidente-do-corecon-mg/

Frederico Augusto Honorato San

Q do da imprensa escrita parada no tempo com comentarista despreparados para o hj e o amanhã…e o EM acostumado com verbas e anúncios comprados…acabou a farra.

Jose Carlos Prado Alves

O cara ate agora só acumula fracassos

Frederico Augusto Honorato San

Sem comentários…saia da amargura procure a felicidade.Enviado do meu smartphone Samsung Galaxy. ——– Mensagem original ——–De: Disqus Data: 31/08/19 10:32 (GMT-03:00) Para: fredhonorato10@gmail.com Assunto: Re: Comment on Estado paralisado: um balanço de sete meses do governo Zema “O cara ate agora só acumula fracassos”

Settings

A new comment was posted on interessedeminas-uai

Jose Carlos Prado Alves

O cara ate agora só acumula fracassos

9:32 a.m., Saturday Aug. 31

|

Other comments by Jose Carlos Prado Alves

Reply

to Jose Carlos Prado Alves

Jose Carlos Prado Alves’s comment is in reply to

Frederico Augusto Honorato San:

Q do da imprensa escrita parada no tempo com comentarista despreparados para o hj e o amanhã…e o EM acostumado com verbas e anúncios … Read more

You’re receiving this message because you’re signed up to receive notifications about replies to fredericoaugustohonoratosantos.

You can unsubscribe
from emails about replies to fredericoaugustohonoratosantos
by replying to this email with “unsubscribe”
or reduce the rate with which these emails are sent by
adjusting your notification settings.

Renzo Barreto

O autor esqueceu que o estado está líder na geração empregos gerados no país, A malha rodoviária do estado é de longe as que mais estão em obras no brasil e so aumentando…O estado está atraindo bilhões em investimentos, muitas empresas novas estão se instalando..

Luis Ribeiro

Que estado você está falando? Minas com certeza não é. Desemprego aumentou, Rodovias estaduais estão péssimas e não vejo nenhuma obra de recuperação, Empresas estão indo embora do estado, e o Sr. Governador quer vender a empresa que mais gera receita para Minas, para piorar ainda mais a arrecadação, você tem que vender empresa que dá prejuízo para o estado e não as que dão lucro, a estória, melhor ter a vaquinha que dá leite todo dia do que vende-la pro abate e em poucos dias você irá comer a carne toda, e quando acabar ? Vai ter o que ?

Paulo Sérrgio Gonçalves da Cos

O desgoverno do assaltante terrorista Pimentel o omisso, o queridinho das idiotas das professoras masoquistas mineiras destriu a economia da máquina estatal. Queriam o que?

Gera

EM, bom mesmo era o PT né? Roubando e patrocinando a imprensa. Agora que a mamata acabou, começa o ataque. Só que hoje a maior fonte de informações da população, são as redes sociais. Não adianta mais, adapte aos novos tempos, ou fechará as portas. Aprenda a ganhar dinheiro com as notícias sérias que vendem, e que valem a pena comprar. Patrocinio do estado, não irão ter nunca mais, pois o PT e outros partidos que sempre fud…. o povo brasileiro e sempre beneficiou os GRANDES, não governará mais este país.

Joao Ricardo

EM + TEMPO + UAI a farra acabou depois do PT quebrar o estado, podemos dizer que estamos aos pouco melhorando e tempos bons tempos estão vindo… o problema é que os jornais acima citados são da turma do Kalil e do Medioli e sabem que com a performance do NOVO e Romeu Zema no governo estadual, BH e região metropolitana podem sim ter novos prefeitos do partido NOVO ano que vem, muito mais competente e menos populista. A farra acabou!

leo pardense

jornalzinho de quinta, está falindo, só pública matéria desconexa da realidade política.

Alfredo

Jornalista mal informado. A receita do Estado vem subindo, apesar da crise. E o Estado hoje tentando se reorganizar depois que o PT deixou a bagunça feita.

Vinicius Zatte

Anastazia e Aecio Cavaram um buracão… Pimentel jogou MG neste buraco… e o Zema que não sabia de nada de Governo mentiu para todo mundo dizendo que tirava MG desta… Não tira. Está se provando tão incompetente quanto seus antecessores.

Basta olhar com o minimo de olhar critico aos numeros vemos que ele não consegue dar rumo diferente e fez promessas absolutamente falsas.

Ainda nao tivemos nenhuma boa opção.

Abacaxi

Com o legislativo fazendo oposição, tembem complica a situação.

Bruno Mereu

Colocar empresário milionário no poder dá nisso! Já devíamos saber disso depois do Márcio Faz Merda!

Marcelo Araujo

Bem feito pra quem colocou esse caipira no poder

Wagner Souza Amador

Independente de partido, quem está no poder só pensa no interesse particular, quem nunca foi político, quer virar afim de ganhar algo, e quem já esta, nunca quer deixar o filé. O novo faz política da mesma forma que os demais partidos. E o povo brigando por direita/esquerda. Chega dessa bobagem…

Veni Vidi Vici

O problema de Romeu Zema é o samba…
De uma nota só.
“Vender a Cemig”.
Ele só pensa nisso.
Só fala isso.
Só argumenta isso.
Age apenas para isso.
Não há mais nada a se fazer.
Parece que o erro da administração estadual está na Cemig.
É uma obsessão.
Um misto de obsessão com vingança.
E claro, devemos ter muito cuidado com os obsediados.
São loucos.
Causam estragos.
Há que se perguntar ao obsediado Romeu Zema: e depois?
O estado estará consertado?
Haverá saída para a crise?
A Cemig é a causa de todos os problemas estaduais?
Alguém precisa alertar o caipira de Araxá que a Cemig não é a Eletro Zema.
Nem a Zema Petróleo.
Seu “governo”, Romeu Zema, não é ad aeternum.
Não se joga na latrina, a história de uma estatal – lucrativa (observem os últimos balanços e dados fornecidos), que existe desde 1952, servindo aos mineiros, principalmente aos mineiros que vivem na área rural e nas pequenas localidades.

Bruno Mereu

Cara, eu nem sou especialista, mas é exatamente isso que eu sinto. Minas Gerais e especialmente Belo Horizonte estão mortos. Nada acontece. Já vamos pro último trimestre.

Vicenzo Dartanhan

Sou servidor estadual, e mesmo continuando a receber parcelado devo admitir que houve uma pequena melhora no atual governo. Melhora que não me atinge diretamente, mas deve ser considerada como avanço, e não como estagnação: ele está acertando a dívida do estado com os municipios, isso é fato.

robson

Minas precisa urgentemente é de um bom jornal!

Marcel Fleming

Que não seja de esquerda. O que é difícil de encontrar.

Jose Carlos Prado Alves

Por se tratar de um dos estados mais corporativos do Brasil a situação atual prolongar se a por muitos anos. O conservadorismo, a acomodacão e a falta de coragem das autoridades mineiras, a política de compadrio e de ” o meu primeiro” faz de Minas Gerais um elefante envelhecido. Sorte dos capixabas que acordaram bem mais cedo!

Carminha Fonte Boa

Renegociação da dívida nos termos propostos só adia o problema porque não paga a dívida. Joga pra frente e ainda perdemos ativos importantes. Estatais lucrativas. Receitinha neoliberal estúpida. A reforma da previdência não implica em crescimento econômico. Fico pasma com esse tipo de economista. Ninguém fala mais na Lei Kandir e nos impostos das mineradoras. O Zema é defensor dos mais ricos. Este é nó. Mesmo com apoio federal, não corrige o essencial.

Marcel Fleming

Engraçado, este texto está totalmente discrepante do que ouço de meus conterrâneos. E das notícias que vejo
Por exemplo, até abril, pelo menos, MG era o estado que mais tinha gerado vagas formais de emprego.
Será que foi um petralha que escreveu este texto?