Alerta: inflação supera meta e alimento pesa mais no bolso do mineiro

Pesquisa realizada pelo Ipead/UFMG mostra ainda o aumento no custo da cesta básica e a pretensão de compras do consumidor mineiro para o Dia das Crianças

(Foto: freepik.com)

O impacto econômico da pandemia do novo coronavírus está começando a pesar no bolso dos consumidores mineiros. Pela primeira vez no ano, a inflação acumulada nos últimos 12 meses foi de 4,15%, acima da meta de 4,00% definida pelo Conselho Monetário Nacional. É o que aponta o Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de MG da Universidade Federal de Minas Gerais (Ipead/UFMG).

O levantamento realizado pelo instituto também indicou que o custo da cesta básica, composta por 13 produtos alimentares que representam os gastos de um trabalhador adulto com alimentação, voltou a subir em setembro, ficando em R$ 490,74 no mês, representando um aumento de 2,48% em relação a agosto.

Os principais responsáveis por essa alta foram o arroz (17,12%), o tomate Santa Cruz (7,31%) e a carne chã de dentro (2,37%). A batata inglesa e a banana caturra foram os únicos produtos da cesta que apresentaram queda em relação a agosto, 10,28 e 0,77%, respectivamente.

As pesquisas registraram ainda que o Índice de Confiança do Consumidor de Belo Horizonte (ICC-BH) subiu para 36,44 pontos em setembro, sendo o maior observado após implementação de medidas de combate à pandemia do covid-19 (em abril foi 30,76; em maio, 33,44; em junho, 33,15; em julho, o ICC-BH foi 35,20 e, em agosto, 36,26).

Dia das Crianças com menos compras

A Fundação Ipead/UFMG divulgou ainda os resultados de uma pesquisa especial sobre a pretensão de compra para o Dia das Crianças, que se mostrou pouco aquecido em relação ao ano de 2019. Para o comércio é previsto um movimento inferior, com uma queda de 11,34% na intenção de presentear, sendo este o resultado mais baixo dos últimos cinco anos.

Entretanto, dentre os 40,95% dos entrevistados que pretendem presentear no Dia das Crianças, observou-se o aumento no ticket médio por presente, ficando igual a R$ 61,59, tratando-se do maior valor já registrado desde 2017.

Sobre o Ipead

A Fundação Ipead é uma entidade sem fins lucrativos, credenciada pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), como fundação de apoio à Faculdade de Ciências Econômicas (Face) da UFMG.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Article Categories:
Minas em númerosÚltimas