Governo de MG tenta alavancar economia com R$ 100 mi em investimentos

O governo espera que as intervenções tragam impacto para a economia e qualidade de vida para a população mineira

Romeu Zema (ao centro) assina ordem de início de oito obras viárias com investimentos de R$ 100 milhões (Foto: Gil Leonardi / Imprensa MG)

Da redação
redacao@interessedeminas.com.br

Em busca de driblar a crise econômica que assola o estado, o governador Romeu Zema anunciou, nesta terça-feira (25/8), um investimento de R$ 100,5 milhões para oito obras viárias em diferentes regiões do estado.

“Depois de praticamente cinco meses totalmente dedicados à pauta da pandemia, nosso Estado começa a ter, necessariamente, de se preocupar com investimento e empregos. Lembrando que a pandemia, nos últimos dias, demonstrou uma queda no número de casos e óbitos e tudo indica que o pico está ficando para trás. Então, além de salvar vidas, também precisamos salvar empregos, e mesmo criá-los. Essas oito obras se encaixam nesse contexto”, afirmou o governador Romeu Zema.

O secretário de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato, explicou que as intervenções beneficiam diversas regiões do estado, como Norte, Sul, Zona da Mata, Central e Triângulo Mineiro.

“Foi um grande esforço nosso para viabilizar esses recursos. Essas obras vão melhorar escoamento da produção, trânsito e o acesso a esses municípios, impactando diretamente na economia dessas regiões, e, consequentemente, do estado. Temos expectativa de geração de 3,6 mil empregos e de mais de R$ 200 milhões para o PIB dos municípios”, afirma.

O secretário de Estado de Governo, Igor Eto, ressaltou que a viabilização das obras foi uma parceria entre o Executivo e o Legislativo. “Todas as obras anunciadas foram, de alguma forma, trazidas por esses parlamentares. Nossos deputados estão na ponta, vivendo o dia a dia do cidadão, e possuem a missão de trazer até o governo estadual as relevantes obras em suas regionais. Essa gestão está pronta, e disposta, a garantir esse trabalho conjunto”, explicou.

Quais são as obras previstas

O BNDES disponibilizou recursos para seis obras, sendo elas: Contorno Sul de Montes Claros; Contorno de Cataguases; conclusão do Contorno Sul de Uberlândia; Interseção do entroncamento BR-040 (Barreira do Triunfo) – João Ferreira (Goianá); conclusão da pavimentação do trecho Antônio Carlos – Bias Fortes, na MG-135 e, ainda, a conclusão das obras de pavimentação no Anel Viário de Sete Lagoas (Avenida Norte-Sul). Os investimentos totalizam R$ 82,7 milhões e são saldo dos programas Pro Investe e Programa de Desenvolvimento Integrado II (PDI).

Já os recursos de convênios com a Codemge serão aplicados em outras duas intervenções: o Acesso ao Distrito Industrial de Jacutinga, com recursos de R$ 4,4 milhões, e o Contorno de Poços de Caldas, com recursos de R$ 13,4 milhões.

As obras, que serão executadas pelo DER-MG, vão melhorar o escoamento da produção, proporcionar mais segurança e qualidade de vida para a população que transita pelas rodovias mineiras e, consequentemente, impactarão também na economia e geração de empregos. Todos os empreendimentos já terão mobilização pelas empresas nos próximos dias.

  • Anel Viário de Sete Lagoas
    A conclusão das obras no Anel Viário de Sete Lagoas beneficiará diretamente os municípios de Jequitibá, Baldim e Santana do Pirapama. A projeção do tráfego no local, após a conclusão das obras, é da ordem de 6,5 mil veículos por dia, uma vez que estão instalados, no Parque Industrial do Município, grandes conglomerados industriais.
  • Contorno Sul de Uberlândia
    A conclusão do Contorno Sul de Uberlândia ligará a rodovia estadual MGC-497 (Uberlândia – Prata) à rodovia federal BR-050 (Uberlândia – Uberaba). A obra vai retirar boa parte do elevado fluxo de longa distância que hoje passa pelo centro da cidade. Serão beneficiadas diretamente em torno de 604 mil pessoas.
  • Contorno de Cataguases
    A construção desse Contorno permitirá o acesso à BR-120, via Bairro Taquara Preta, beneficiando diversas indústrias e empresas, como a Companhia Industrial Cataguases, uma das mais importantes no setor de tecelagem do país. Será beneficiada toda a população de Cataguases, ou seja, mais de 70 mil pessoas.
  • Contorno de Poços de Caldas
    As obras de melhorias no Contorno de Poços de Caldas, além de possibilitarem maior conforto aos motoristas, também aumentarão a vida útil do pavimento. Poços de Caldas é uma das principais cidades do Sul de Minas, com forte apelo turístico, em parte pelas famosas fontes de águas minerais. O contorno rodoviário permite desvio, do centro da cidade, de elevado número de veículos (cerca de 7 mil/dia), pois interliga as rodovias BR-267 e BR-459.
  • Contorno Sul de Montes Claros
    A implantação das vias laterais do Contorno Sul de Montes Claros promoverá a ligação das rodovias BR-135 e BR-365. O tráfego no local é de aproximadamente 4 mil veículos/dia. Com a conclusão da pavimentação das vias laterais, espera-se a diminuição da interação entre o tráfego local e o de longa distância, contribuindo para a redução do número de acidentes.
  • Acesso ao Distrito Industrial de Jacutinga
    Trata-se de conclusão da interseção do acesso ao Distrito Industrial de Jacutinga, que vem se destacando como grande polo de atração de empreendimentos, principalmente pela localização estratégica e proximidade de grandes centros comerciais, como São Paulo e Rio de Janeiro. Existem diversas indústrias instaladas no local. A obra beneficiará cerca de 25 mil pessoas e proporcionará maior segurança aos usuários da via.
  • Interseção BR-040 – João Ferreira (Goianá)
    A adequação na ligação da Rodovia BR-040 com a MG-353, em Goianá, proporcionará maior segurança aos usuários da via, em especial àqueles que se destinam ao Aeroporto Internacional de Juiz de Fora, localizado na cidade de Goianá, reduzindo, assim, o tráfego na região central de Juiz de Fora.
  • Antônio Carlos – Bias Fortes

A MG-135, entre os municípios de Antônio Carlos – Bias Fortes, integra os circuitos turísticos da Trilha dos Inconfidentes e das Serras do Ibitipoca. A pavimentação do trecho diminuirá o tempo de percurso e facilitará a ligação dos municípios à cidade de Barbacena, considerada uma das mais importantes da região. Bias Fortes é um dos únicos seis municípios de Minas Gerais que ainda não tem acesso pavimentado. A conclusão das obras melhorará a acessibilidade e mobilidade, contribuindo, ainda, para o crescimento das atividades econômicas locais, facilitando a integração aos mercados e a atração de novos negócios. Das cinco cidades que continuarão sem acesso a rodovias asfaltadas, três ficam em trechos sob responsabilidade do governo federal.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Article Categories:
Últimas