BDMG tenta amenizar efeitos do Covid com crédito barato a microempresas de MG

Os microempresários interessados na linha de crédito BDMG deverão se cadastrar previamente

(Foto: freepik.com)

Visando amenizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus nas microempresas mineiras, o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) vai começar a operar financiamentos por meio do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), do governo federal. Os microempresários interessados na linha de crédito BDMG deverão se cadastrar previamente, a partir da próxima terça-feira (30/6), no próprio site do banco.

Poderão acessar o crédito empresas com faturamento anual de até R$ 360 mil e com data de fundação até 18 de maio de 2019. A linha possui condições excepcionais de mercado: juros de 1,25% ao ano + Selic, com prazo total de 36 meses – sendo 8 meses de carência e pagamento em 28 parcelas. O financiamento poderá ser aplicado em capital de giro ou em investimentos, com limite máximo de contratação de 30% da receita bruta da empresa em 2019.

Desembolso

Segundo as regras do Pronampe, é condição para as empresas acessarem a linha o compromisso de manter o número de postos de trabalho em 18/5/2020 por, pelo menos, 60 dias após o recebimento do valor total do crédito. Ainda conforme o programa, o Fundo Garantidor de Operações (FGO) honrará as operações contratadas. 

“Compatibilizar a forte demanda por crédito gerada no contexto socioeconômico da pandemia com uma gestão de risco que assegure a sustentabilidade financeira do BDMG no longo prazo é o caminho que estamos trilhando”, explica o presidente do BDMG, Sérgio Gusmão. 

Ele lembra que, em maio, o banco registrou recorde histórico de desembolso para empreendedores de menor porte. “Agora, nossa operação com o Pronampe vai trazer um novo fluxo de liquidez para as microempresas, com a vantagem adicional de que o BDMG não exige a contratação de outros produtos financeiros para os clientes terem acesso às suas linhas de crédito”, avalia. 

Diferenciais

Além de não exigir contratação de outros produtos, o BDMG também não coloca como regra a necessidade de se ter conta bancária para acessar o financiamento, uma vez que o banco não possui correntistas. 

Outro diferencial é que as solicitações poderão ser feitas por meio do BDMG Digital, plataforma de atendimento on-line do banco disponibilizada em seu site. O processo garante menos burocracia e mais agilidade.

Além disso, o banco conta com uma rede de 350 correspondentes bancários em todo o estado de Minas Gerais, o que permite maior alcance de regiões mais distantes, com atendimento personalizado e sem custos adicionais. 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Article Categories:
EconomiaÚltimas