Com flexibilização, confiança dos industriais mineiros melhora em junho

Segundo a pesquisa, o aumento se dá principalmente pela melhora das expectativas para os próximos seis meses

(Foto: freepik.com)

Da redação
redacao@interessedeminas.com.br

Três meses após a adoção de medidas de isolamento em Minas Gerais, devido à pandemia do novo coronavírus, pesquisa realizada pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) apontou que o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) cresceu 5,4 pontos entre maio e junho.

Segundo a Federação, o aumento se dá principalmente pela melhora das expectativas para os próximos seis meses, após a flexibilização parcial das medidas de distanciamento social adotadas para atenuar a transmissão da Covid-19. Esse foi o segundo aumento consecutivo do indicador, depois da queda histórica de 26,8 pontos em abril.

Apesar da melhora, o índice ainda está abaixo dos 50 pontos, apontando falta de confiança. Frente a junho de 2019 (55,7 pontos), o indicador recuou 12,7 pontos e permaneceu abaixo da sua média histórica (51,6 pontos). O ICEI nacional aumentou 6,5 pontos em junho (41,2 pontos), na comparação com maio (34,7 pontos).

O componente de expectativas para os próximos seis meses avançou pela segunda vez consecutiva, em 7,7 pontos, entre maio (41,5 pontos) e junho (49,2 pontos), aproximando-se da linha divisória dos 50 pontos. O indicador seguiu mostrando perspectivas negativas dos empresários com relação às economias do país e do estado. O indicador recuou 11,4 pontos frente ao apurado em junho de 2019 (60,6 pontos).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Article Categories:
Últimas