Gastos de início de ano fazem inadimplência aumentar em MG, aponta CDL

Apesar de o número de devedores ter apresentado alta, o cenário é mais otimista na comparação entre janeiro de 2020 e janeiro de 2019

(Foto: pixabay.com)

Da redação
redacao@interessedeminas.com.br

Gastos típicos de início de ano, como pagamento de IPTU e IPVA e compras para a volta às aulas, acabaram comprometendo o orçamento das famílias mineiras e aumentando em 0,18% o número da inadimplência em Minas Gerais. É o que aponta pesquisa divulgada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH).

Apesar de o número de devedores ter apresentado alta, o cenário é mais otimista na comparação entre janeiro de 2020 (0,81%) e janeiro de 2019 (1,33%). Segundo a entidade, a melhora de alguns indicadores macroeconômicos, como a queda da inflação, da taxa de desemprego e dos juros e a elevação dos rendimentos médios reais, afetou esse índice.

“Como neste período há uma sobrecarga de despesas, é importante o planejamento financeiro para não incorrer em dívidas que possam gerar a inadimplência”, explica o presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva.

Idosos saem na frente na inadimplência

A entidade também observou que a inadimplência na faixa etária entre 65 e 94 anos de idade em Minas Gerais teve uma aceleração de 17,04%. Essa tendência é observada desde junho de 2018.

“Em muitas situações, os aposentados é que são os responsáveis financeiros pela família, além de terem altos gastos com remédios. Isso acaba comprometendo o orçamento, dificultando a quitação de suas dívidas”, afirma Souza e Silva.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Article Categories:
Últimas