Fim da crise? MG ganha mais de 50 mil novas empresas em 2019

Número de registros cresce 14% em relação ao mesmo período ano passado

  • por em 19 de dezembro de 2019 | atualizado: 13/02/2020 - 12:12

(Foto: pixabay.com)

Da redação
redacao@interessedeminas.com.br

O número de empresas abertas em Minas tem crescido apesar do cenário de desemprego ainda elevado e instabilidade econômica persistente. De janeiro a novembro, 50 mil novos registros foram formalizados na Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg) – um aumento de 14% em relação ao mesmo período do ano passado.

No total, as Sociedades Limitadas representam o tipo jurídico campeão: quase 22 mil constituições foram contabilizadas no período. O Empresário Individual ficou em segundo lugar, com pouco mais de 17 mil novos registros e a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli) veio em terceiro lugar, com cerca de 10 mil novas aberturas.

Novembro contabilizou, sozinho, 4.294 novas empresas no estado. Uma alta de 24% em relação a 2018. Além disso, 244 Sociedades Anônimas (S/A) e 71 Cooperativas foram inauguradas.

Presidente da Jucemg, Bruno Selmi Dei Falci afirma que o fenômeno reflete iniciativas que desburocratizaram processos, como o sistema de registro automático lançado em abril.

“Tínhamos a missão de desburocratizar, agilizar e baratear custos para o empresário. Estamos simplificando os processos internos, cortando gastos e aumentando a produtividade, sem perder a qualidade do serviço e mantendo a segurança jurídica”, disse.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Article Categories:
Minas em númerosÚltimas

All Comments