Alento momentâneo: dinheiro do nióbio garante 13º de servidor público

Antecipação dos recursos referentes à extração de nióbio foi aprovado em segundo turno pela Assembleia Legislativa

  • por em 7 de dezembro de 2019 | atualizado: 13/02/2020 - 12:15

(Foto: Artem Topchiy/Wikipédia)

Da redação
redacao@interessedeminas.com.br

O projeto de lei que autoriza o governo do estado a realizar a antecipação dos recursos referentes à extração de nióbio foi aprovado em segundo turno pela Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (4). Com a medida, o governo promete regularizar o pagamento dos salários dos servidores públicos, que atualmente recebem de forma parcelada. O governo também promete pagar na data certa o 13º salário deste ano.

O plano do governo é tentar antecipar, por meio de leilão, os recursos oriundos da exploração do nióbio pela Codemig em um prazo que vai do ano que vem a 2032. O montante, segundo estimativas do próprio governo, gira entre R$ 4 bilhões a R$ 6 bilhões. A operação, que ainda não tem data definida, será realizada na Bovespa e são necessários cerca de R$ 5 bilhões para que os compromissos com os servidores sejam honrados.

Alguns trâmites burocráticos ainda são necessários para que o projeto saia definitivamente do papel. O legislativo irá informar a aprovação por meio de publicação oficial e, em seguida, o governador Romeu Zema deverá recebê-la para a devida sanção.

Só depois disso é que poderão ser realizados os procedimentos na Bolsa de Valores – e só então, tirando os juros cobrados por quem vencer o leilão, se saberá, efetivamente, quanto vai sobrar para o governador Romeu Zema honrar seus compromissos com o funcionalismo. A previsão da Secretaria de Estado de Fazenda é de que o 13º salário seja depositado na conta dos servidores em até 48h depois da venda do ativo.

Pelo seu perfil do Twitter, Zema comemorou a aprovação e até parabenizou os deputados estaduais. “Estamos juntos pela recuperação do Estado”, disse.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Article Categories:
Papo retoÚltimas

All Comments