Indústria mineira vira ‘ponto fora da curva’ e despenca no ranking nacional

Minas Gerais, que sempre disputou a segunda e a terceira posição no ranking das maiores economias do país, está de mal a pior

imagem de indústria

Freepik.com

Minas Gerais, que sempre disputou a segunda e a terceira posição no ranking das maiores economias do país, está de mal a pior. Dados recentemente divulgados pelo IBGE indicam que a produção industrial do estado teve queda de 2,4% em maio, em comparação com o mesmo período no ano passado. No epicentro deste desastre está Brumadinho, o rompimento da Barragem da Vale, a paralisação da atividade minerária e os 300 mortos.

Livres de acidentes como os acontecidos em Minas – Mariana e Brumadinho –, mesmo com a crise econômica, a produção industrial nacional registrou, no país, a espetacular alta de 7,1% em maio. O motivo dessa forte elevação também se deve, é preciso lembrar, à base de comparação: em maio do ano passado, a economia brasileira viveu o tsunami da greve dos caminhoneiros, provocando expressiva retração, o que potencializa os resultados de maio deste ano. Mas é preciso lembrar que a greve dos caminhoneiros também atingiu Minas Gerais, que, por sinal, tem a maior malha rodoviária do país.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Article Categories:
Papo retoÚltimas