PSL e novos partidos ganham espaço na bancada de Minas na Câmara dos Deputados

Veja quem representará Minas Gerais em Brasília até 2022 e confira uma análise realizada pelo cientista político Bruno Reis

A bancada mineira é representada por 21 partidos (Crédito: José Cruz/ABr)

Metade da bancada mineira na Câmara dos Deputados eleita para o mandato de 2019 a 2022 está renovada. Ela continua representada por 21 partidos, mesmo número de siglas eleitas em 2014. A diferença é que alguns partidos não elegeram deputados, dando espaço para legendas criadas recentemente. Além disso, apenas 24 políticos que exerciam o cargo em 2014 foram reeleitos. Veja quem representará Minas Gerais em Brasília ao longo desses quatro anos e confira uma análise desse cenário realizada pelo cientista político Bruno Reis, professor do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal de Minas Gerais (DCP/UFMG).

– PT e PSL ocupam o maior número de cadeiras

Dos 53 deputados mineiros, o Partido dos Trabalhadores (PT) teve o maior número de eleitos (8). Apesar disso, o número é menor do que em 2014, quando o partido teve 10 deputados.

Em seguida, vem o Partido Social Liberal (PSL), que, impulsionado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro, elegeu 6 deputados. Nas eleições de 2014, ele não tinha nenhum representante mineiro na Câmara.

Os dois partidos ocupam 14 cadeiras da bancada mineira.

– Novos partidos ganham espaço

O Partido Novo, registrado no TSE em 2015, o Partido Republicano da Ordem Social (PROS), registrado do TSE em 2013, e o Patriota, registrado do TSE em 2012, elegeram 2 representantes mineiros cada, pela primeira vez.

Já o partido Avante, fundado em 1989 como Partido Trabalhista do Brasil (PTdoB), mas que adotou esse novo nome em 2017, elegeu 3 deputados.

Ao todo, essas siglas ocupam 9 cadeiras da Câmara.

– Partidos tradicionais perdem cadeiras

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), que tinha 7 representantes em 2014, agora tem 5. O Movimento Democrático Brasileiro (MDB, antigo PMDB), que tinha 6 representantes em 2014, agora tem 4.

O Democratas (DEM) tinha 2 representantes em 2014 e agora tem 1. O Partido Progressista (PP) contava com 5 deputados mineiros em 2014 e agora tem 2. Já o Partido da República (PR) tem agora apenas 1 deputado (tinha 3 em 2014).

– Sete partidos mantêm números

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) (3), o Partido Social Democrático (PSD) (3), o Partido Democrático Trabalhista (PDT) (2), o Partido Social Cristão (PSC) (1), o Partido da Mobilização Nacional (PMN) (1), o Solidariedade (1) e o Podemos (1), antigo PTN, mantiveram o mesmo número de representantes das eleições de 2014.

– PRB, PHS e PSOL também têm representantes

O Partido Republicano Brasileiro (PRB) e o Partido Humanista da Solidariedade (PHS) tinham 1 representante mineiro em 2014 e agora têm 2. O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), que não contava com nenhum deputado, agora contará com 1.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.